Caso Dimas: sangramento em jovem morta foi causado por corte de 5 cm

 Notificações

Pai da jovem de 19 anos disse que médico informou sobre corte de 5 centímetros na região íntima; ela passou mal durante relação sexual

 atualizado 

Compartilhar notícia

Reprodução/Redes Sociais
foto colorida da A jovem Livia Gabriele Da Silva Matos, 19 anos, que morreu após passar mal durante encontro com o jogador corintiano Dimas Cândido - Metrópoles

São Paulo — O sangramento na jovem de 19 anos que morreu após encontro com o jogador Dimas Cândido de Oliveira Filho, do Corinthians, foi provocado por um corte de cerca de 5 centímetros em sua vagina. A informação foi dada por Rubens Chagas Matos, pai da vítima, em depoimento à Polícia Civil.

Livia Gabriele da Silva Matos morreu após ter quatro paradas cardíacas. Ela teria passado mal enquanto tinha uma relação sexual com o atleta corintiano na noite dessa terça-feira (30/1). O episódio aconteceu no apartamento do jogador, no Tatuapé, zona leste de São Paulo.

5

O pai de Livia relatou que foi chamado ao hospital por uma enfermeira do Samu. No hospital, o médico lhe informou que atendeu à paciente e tinha conseguido estabilizar o quadro dela após três paradas cardíacas — ela só morreria após a quarta parada.O médico também teria afirmado, segundo o depoimento do pai, que tinha conseguido estancar um sangramento na vagina da filha, provocado por um “corte de aproximadamente 5 centímetros”.

Pouco tempo depois, o médico chamou novamente a família e comunicou a morte de Livia, após a quarta parada cardíaca. O pai afirmou ter questionado o profissional sobre o que poderia ter provocado o corte interno na filha, mas o médico não soube responder e informou que o corpo seria encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) para exames

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem