Jordy: ‘Lula vetou desoneração para cobrir a gastança’

Líder da oposição diz que veto visa cobrir gastos irresponsáveis

ACESSIBILIDADE:
Deputado Carlos Jordy (PL-RJ) lidera a oposição a Lula na Câmara (Foto: Bruno Spada/Câmara dos Deputadas)

O líder da oposição na Câmara dos Deputados, Carlos Jordy (PL-RJ), acusou o presidente Lula (PT) de vetar a prorrogação da desoneração da folha para 17 setores estratégicos da economia com o objetivo de arrecadar R$ 9 bilhões para cobrir o rombo da gastança irresponsável com regalias. Em publicações nas redes sociais, nesta sexta-feira (24), Jordy disse que o governo de Lula “quer quebrar o Brasil com déficit e desemprego”, ao interromper a medida tomada há cerca de dez anos para impedir demissões.

“O motivo [do veto de Lula] é arrecadar mais 9 bilhões para cobrir o rombo nas contas públicas que o desgoverno faz com gastos em regalias. Lula quer quebrar o Brasil com déficit e desemprego. Derrubaremos esse veto!”, disse o deputado fluminense, na rede social X.

Em entrevista coletiva à imprensa na manhã de hoje, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, contestou a criação de empregos desde a criação do mecanismo que deixa de arrecadar impostos e encargos sobre a folha de pagamento de setores estratégicos no Brasil. “São dez anos incidindo em um erro que não está trazendo beneficio nenhum para a economia brasileira”, declarou o auxiliar de Lula, ao prometer um pacote de medidas para compensar o fim da desoneraçao.

Diário do Poder 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem