Politica: A briga pelo senado esquenta em 2024


Por Damião Miguel 


Senado 2026: O cenário tumultuado, indeciso e cobiçado 

 O que acontecerá na briga pelo o senado no DF em 2026. Surpresas podem surgir e favoritos podem ser consumidos pelo o tempo que resta para a decisão do eleitor


As últimas pesquisas qualitativas mostram um cenário diferenciado quando o assunto é a eleição para o Senado Federal em 2026 no DF. Dentro de uma análise real não se pode duvidar que a polarização entre conservadores e o campo da esquerda continua abastecendo os debates e pautas antagônicas entre os dois grupos a nivel de estados e municípios no país. 

O processo eleitoral pela a briga das duas cadeiras ao Senado no DF daqui a três anos será antecipado para 2024 e as movimentações serão intensas na busca do fortalecimento dos postulantes as cadeiras.

No campo de identificação mais a esquerda podemos destacar nomes como - Erika Kokay (PT), Leila Barros, Fábio Felix, Leandro Grass e Reguffe.  A proposta da esquerda continuará sendo a valorização das federações partidárias para ampliar a representatividade na Câmara Federal e no Senado Federal e com isso oferecer mais tranquilidade a gestão Lula em uma eventual reeleição em 2026.

Na estrutura política mais a direita os nomes de Ibaneis Rocha e Michelle Bolsonaro lideram no imaginário do eleitorado,  seguidos de Izalci Lucas, Paula Belmonte, Paulo Octavio, Rafael Prudente dentre outros.

OS PERSONAGENS DA HISTÓRIA 


Reguffe  - Um Senador que passou na alta corte legislativa do País sem virar notícia negativa para Brasília. Se manteve votando de acordo a consciência defendida ao longo da eleição que disputou e ficou marcado ao longo do mandato como um parlamentar que não aceitava o extravio do dinheiro público, chegando a virar notícia por sua política de economia no parlamento nacional. No mandato defendeu a CPI da lava toga e nunca votou contra os interesses de Brasília. No último levantamento pré-eleitoral de 2022 realizados por grupos do DF o nome de Reguffe está mais vivo do que nunca na memória do eleitor. Os números assustaram os bastidores politicos que não apostavam no desempenho do ex-senador



Paula Belmonte - A deputada distrital já comunicou a seu grupo político que em 2026 só terá duas direções a serem seguidas por seu projeto eleitoral  - Senado ou GDF. A parlamentar deverá surgir em outra legenda para construir sua nova caminhada e nos bastidores tem gente acreditando que partidos como - União Brasil e PSD poderão acomodar o sonho de Paula. Em 2024 a distrital adotará uma postura mais presente nas satélites e no enfrentamento as pautas da esquerda.


Leila Barros - A Senadora pedetista teve seus primeiros anos na cadeira do senado de forma apagada e sem a defesa escancarada dos interesses de Brasília. As posições e votações de Leila Barros são questionadas de forma incisivas nas redes sociais, mas não podemos negar a postura respeitosa de Leila quando na defesa a sobrevivência financeira do DF.   Em 2024 teremos uma Senadora Leila Barros mais presentes aos debates e pautas importantes para o DF. Segundo uma fonte a proposta da pedetista será receber as bênçãos do presidente Lula na busca da reeleição pelo o DF. Será dura a vida dela!



Erika Kokay -  Uma parlamentar atuante e defensora clara das teses que a transformaram em deputada federal por mais de três vezes no parlamento nacional.  Entre os aliados de Kokay muitos consideram que 2026 poderá ser a oportunidade das esquerdas se juntarem e eleger uma parlamentar esquerdista que tem história na defesa de Brasília.  Embora exista aqueles que apostem em mais uma reeleição de Kokay, com isso, abrindo espaços para construção de outros nomes em benefício de uma chapa majoritária com ampla representatividade. 


Ibaneis Rocha - O governador segue como nome forte e porque não dizer favorito a uma das cadeiras para o Senado Federal em 2026. O chefe do executivo decidiu apaziguar os ânimos de seu grupo político no primeiro ano do segundo mandato ao não confirmar sua participação na disputa ao senado daqui a três anos. Nos bastidores os comentários que Ibaneis não deixará a cadeira de governador continuam fortes, embora os aliados mais próximos apostem na confirmação dele na eleição de 2026. Nas rodas de conversas onde Ibaneis costuma participar dos debates, os assuntos giram em torno de uma possível dobradinha Ibaneis/Michelle contra o grupo da esquerda  ao senado. E outra preocupação do grupo da direita é não deixar surgir um nome da esquerda com densidade substancial que possa ameaçar o projeto de Ibaneis. Em resumo, irão torcer pela a divisão do campo oposto.


Michelle Bolsonaro  - A ex-primeira dama vive o dilema do processo de escolha para 2026. Afinal, ela vem para a disputa ao Senado Federal pelo; DF, São Paulo,  Rio de Janeiro ou Paraná? Caso escolha Brasília, Michelle Bolsonaro,  vai figurar como um dos nomes favoritos na disputa. Essa análise temos como base a eleição de 2022 no DF, os números alcançados pelo o ex-presidente Jair Bolsonaro na disputa presidencial e a força bolsonarista enraizada em Brasília. Dentro do grupo de Michelle Bolsonaro já temos a Senadora Damares Alves, eleita no processo anterior e  que não esconde o desejo de ver a ex-primeira dama do Brasil na disputa pelo o DF. 


Izalci Lucas  - Considerado muito atuante e trabalhador o senador tucano não esconde o desejo da reeleição. Embora já tenha recebido orientações de aliados próximos e membros de seu partido para uma disputa ao GDF em 2026.  Na avaliação desse grupo o projeto de reeleição de Izalci subiu o telhado e não dará tempo de descer até a eleição daqui a menos de três anos. A verdade é que Izalci não conseguiu construir a chamada 'liga' no mandato com a socieidade das satélites.  Nos bastidores o nome de Izalci é dado como certo na disputa pela a Câmara Federal ou mesmo ao comando do governo. A dúvida que resta é se o Senador vai concordar com  que desejam para seu futuro. Se depender dele o projeto será o risco da reeleição ao senado federal. 


Rafael Prudente  -  O atual deputado federal e líder da bancada do DF no Congresso Nacional, anda em lua de mel com seu momento político. A proposta de ver seu nome na disputa ao senado só ocorrerá em uma possível desistência do governador Ibaneis Rocha em 2026. O projeto nesse momento de Prudente, será aumentar sua musculatura política, ampliar seu grupo politico e deixar seu nome a disposição para o que precisar  em 2026 dentro dos entendimentos do grupo que faz parte - GDF, vice na chapa governista,  Senador ou mesmo a reeleição. Aos aliados mais próximos o deputado Rafael tem deixado claro que seguirá as orientações de Ibaneis Rocha e toda e qualquer decisão seguirá a linha do grupo político liderado pelo chefe do executivo do DF.



Paulo Octavio  - Nos bastidores o empresário tem sinalizado muita habilidade na condução do PSD e não aceitará o papel de coadjuvante na formação da chapa majoritária governista em 2026. O nome de PO surgirá na disputa ao senado somente se Ibaneis decidir não participar do processo eleitoral daqui a três anos. Nas rodas de conversas o ex-senador tem demonstrado tranquilidade e estará envolvido na missão de eleger seu filho André Kubistchek em 2026. Sem vaidade PO observa o cenário sem pressa para tomar as decisões.  Por enquanto sua missão vem sendo no fortalecimento do PSD no DF. Ele quer entregar  em 2026 ; 4 deputados distritais e um federal ao final do processo eleitoral. Missão dura!


Lula sinaliza que deseja um Senador no DF

O presidente da República tem em seu histórico político a frase que um "Senador vale mais que governador". Com essa forma de pensar ele já sinaliza a esquerda do DF que deseja a eleição de um senador em 2026. A proposta de ampliar o número  de Senadores na esquerda será fundamental para o futuro de seu governo em uma possível reeleição. No DF a orientação central do Palácio do Planalto é que a unidade dos partidos de esquerdas ocorram no processo eleitoral para não ter o risco de ver a direita eleger as duas vagas. Dentro da matemática de Lula o DF terá por tendência natural dos números a eleição de dois senadores de campos opostos. - Um da esquerda e outro da direita. Resta saber os personagens dessa vitória. 




Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem