GDF: Duas chapas pela a cadeira de comando do DF

Grupo de conservadores já se reúnem para enfrentar a chapa da vice-governadora Celina Leão na disputa pelo o GDF e as duas vagas do senado


 Por Damião Miguel 

O processo eleitoral de 2026 deverá marcar um embate interessante e inovador na política do DF. De um lado o governador Ibaneis Rocha e sua vice, Celina Leão,  se organizando para manter o grupo de direita unido e pronto para a guerra.

Enquanto Ibaneis Rocha se prepara para conduzir a sua sucessão, outro grupo a chamada 'frente de conservadores", sob o comando de Damares Alves e Bia Kicis acreditam que farão frente ao projeto de Celina Leão que deseja chegar a cadeira de comando em 2026.

Nos bastidores esses dois grupos já vem travando esse embate silencioso. Na ala conservadora o projeto será lançar Damares Alves ao GDF e a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro ao Senado. O grupo governista já tem o nome de Celina Leão para o governo, enquanto Ibaneis Rocha buscará uma vaga para o senado federal. Dentro do grupo conservador a orientação é negar o desejo pela a sucessão de Ibaneis Rocha.

Em uma eventual desistência de Ibaneis Rocha ao Senado o nome com maior densidade no grupo governista seria do deputado federal Rafael Prudente e correndo por fora surge o nome do secretário de governo, José Humberto. 

Na disputa pela a vaga de vice na chapa de Celina Leão, os nomes mais falados até o momento nos bastidores são; Rafael Prudente,  Eduardo Pedrosa, José Humberto e Wellington Luiz. 

Por enquanto os personagens se organizam e se articulam e certamente o ano de 2024 será um divisor de águas para o futuro embate de 2026.

Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos...


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem