Justiça do DF manda soltar Robson Cândido, acusado de perseguir a ex

A Justiça revogou, nesta quarta (29/11), a prisão preventiva do ex-delegado-geral da PCDF. Robson terá de usar tornozeleira eletrônica

 atualizado 

Compartilhar notícia

Andre Borges/Esp. Metrópoles
Robson Cândido da Silva, ex-diretor-geral da PCDF

Justiça do Distrito Federal revogou, nesta quarta-feira (29/11), a prisão preventiva do ex-delegado-geral da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) Robson Cândido, em decisão liminar. O delegado aposentado terá de usar tornozeleira eletrônica.

Cândido é acusado de usar a estrutura da corporação para perseguir uma mulher com a qual manteve relacionamento amoroso. O ex-diretor-geral da PCDF foi preso no último dia 4 de novembro, em operação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

A pedido do advogado do ex-delegado-geral da PCDF, Cleber Lopes, o relator do caso na 3ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), Waldir Leôncio Cordeiro Lopes Júnior, revogou a prisão de Robson

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem