Viúva de refém morto durante abordagem em Goiás questiona atitude dos policiais

Viúva de refém morto durante abordagem em Goiás questiona a

Viúva de refém morto durante abordagem em Goiás questiona atitude dos policiais





0:00
a viúva do refém morto numa abordagem
0:03
desastrosa da polícia em goiás questiona
0:06
a atitude dos policiais
0:08
ela diz que não entende porque eles
0:10
atiraram já que tinham a descrição das
0:13
características do marido dela o
0:15
delegado que investiga o caso já
0:17
solicitou o áudio do pedido de socorro
0:19
da viúva o 190
0:22
logo após o marido ser levado refém além
0:24
dele os policiais mataram também o
0:27
adolescente suspeito de roubar o carro
0:29
dois policiais



militares estão presos e
0:32
os outros dois foram afastados
0:34
a suspeita é que eles tentaram adulterar
0:37
a cena do crime para simular uma troca
0:40
de tiros
0:40
o senador canedo região metropolitana de
0:45
goiânia
0:46
uma viatura do grupo de patrulhamento
0:48
tático da polícia militar fecha rua onde
0:51
acontece uma perseguição a quatro
0:55
segundos depois o carro branco que está
0:58
em fuga aparece seguido por outra
1:00
viatura da pm dois policiais do grupo
1:03
espe

cial correm

em direção ao veículo já
1:06
atirando
1:09
um dos militares parece atirar nos pneus
1:13
enquanto o outro até a porta do
1:15
motorista
1:16
os disparos continuam nesse momento o
1:21
carro já está cercado por cinco pms um
1:25
deles dá a volta e atira em direção ao
1:28
passageiro
1:29
depois abre a porta do carro
1:33
ao mesmo tempo outro policial se
1:36
aproxima do pará brisa e parece atirar
1:39
novamente em direção ao motorista
1:44
na versão oficial registrada no

boletim
1:47
de

ocorrência os policiais contaram que
1:49
foram recebidos por disparos de arma de
1:52
fogo pelos ocupantes do veículo e por
1:54
isso revidaram mas ao longo da
2:00
investigação descobriu se que a história
2:03
era completamente diferente
2:05
o motorista do carro era o auxiliar de
2:08
produção de água messias ribeiro de 31
2:11
anos e foi feito refém por um assaltante
2:13
menor de idade que no momento da
2:16
perseguição estava no banco do
2:18
passageiro

o menor não teria tirado
2:21
contra

os pms
2:25
os policiais ainda teriam alterado a
2:28
cena do crime para encobrir a ação
2:30
desastrosa
2:32
aquele grupo fez uma abordagem
2:35
totalmente incorreta e ro tecnicamente e
2:39
não bastasse o técnico depois tentou
2:41
maquiar a cena do crime o que é
2:44
moralmente inaceitável
2:46
imagens de câmeras de segurança e vídeos
2:49
gravados por testemunhas revelaram como
2:52
os policiais teriam forjado caso
2:58
o adolescente morreu no

local a imagem
3:02
mostra ele na calçada de um

posto de
3:04
combustíveis depois de ter sido retirado
3:07
do carro pelos pms
3:09
enquanto isso tiago sem camisa está
3:12
baleado o banco do motorista
3:14
quatro policiais se aproximaram para
3:16
retirar a vítima do carro e colocá la no
3:19
porta malas de uma viatura
3:25
nesse momento o policial vai até o banco
3:28
do passageiro parece pegar alguma coisa
3:31
no assoalho do carro
3:34

3:36
cerca de dez segundos depois a

tira no
3:39
parabrisa
3:40
são seis disparos de dentro pra

fora
3:48
esse vídeo feito por uma pessoa que
3:51
passava no local mostra que o policial
3:54
passa em pechão veículo ele chega se
3:56
abaixar para desviar dos tiros que grava
3:59
as imagens também se assusta
4:04
uma das balas chegou a atingir a fiação
4:07
do outro lado da rua
4:11
para este perito criminal as imagens não
4:14
deixam dúvida os pms montaram uma farsa
4:17
ou adulteraram o local do crime de forma
4:21
gro

tesca e além de produzir de induzir a
4:26
equipe da perícia
4:28
aaaah

fazer uma conclusão mais vantajosa
4:31
para a equipe da polícia militar depois
4:34
de efetuar os disparos o policial faz um
4:37
gesto com o braço e outros pms chegam
4:40
perto
4:42
a viatura onde colocaram thiago já tinha
4:45
saído
4:46
segundo os agentes que participaram da
4:49
ação ele ainda estava vivo e seria
4:51
levado para o hospital
4:53
no caminho a viatura bateu num poste
4:57
thiago foi socorrido

pelos bombeiros mas
4:59
não resistiu
5:02
tudo começou aqui nesta chácara que

fica
5:05
numa região afastada da cidade de
5:07
senador canedo tiago messias estava aqui
5:11
com uma mulher dois filhos e mais um
5:13
amigo eles organizavam uma festa de
5:16
aniversário surpresa pra outro amigo que
5:19
chegaria à noite enquanto esperavam uma
5:23
pessoa bateu no portão thiago foi
5:26
atender e acabou surpreendido pelo
5:28
assaltante armado
5:31
reginaldo estava na chácara na ho

ra do
5:34
roubo ele conta que ao invadir o local o
5:37
menor foi direto para um veículo

do
5:40
teatro o tempo todo com a mão rendida
5:42
não mostrou a agressividade nenhuma
5:45
então ele entrou num carro menor é
5:47
imagino que não sabia dirigir porque ele
5:50
tentou por duas vezes da onu uma ré sair
5:52
com o carro não conseguiu foi aí que ele
5:54
saiu do carro e falou que o tiago entra
5:56
aí você é você vai tirar o carro e você
5:59
vai ali comigo
6:01
tiago obedec

eu às ordens do menor e
6:03
seguiu com o carro por essa estrada
6:08
governada a mulher dele reconheceu

o
6:11
adolescente
6:12
no dia anterior ele já tinha invadido a
6:15
chácara e assaltado a família com a
6:18
ajuda de um comparsa que ela me explicou
6:20
foi isso que eles chegaram a abordar o
6:22
elo levou a bolsa celular levou a
6:25
aliança da da avó
6:28
depois de reconhecer o menor rovena
6:31
ligou para a polícia
6:33
aí não há de ser falar é e leva o thiago
6:37
e aí


6:39
daí já liguei me 90 já faz a descrição
6:44
dele reginaldo houve uma ligação e eu
6:50
estava do lado dela então

quando ela
6:51
falou olha estamos sendo assaltado
6:53
novamente e ele está aqui de novo é o
6:56
mesmo de ontem e ele está saindo com o
6:59
meu marido ele está levando meu marido
7:01
no carro e aí a moça pediu discrição e
7:03
ela deu toda disposição thiago é quem
7:05
estava sem camisa que ele estava de
7:07
bermuda que ele é calmo é careca ele é
7:11
grande co

m o ladrão ele é magrinho então
7:14
se ela teu todas as descrições do thiago
7:16
sens em comum sem começa a pré temporada
7:19
se

rovena informou que o marido era
7:23
refém e onde escreveu porque os
7:25
policiais atiraram contra ele
7:28
é segunda versão da dos policiais em
7:32
todos os envolvidos eles foi repassado
7:35
pelo copom
7:36
essa ocorrência envolvendo thiago mas
7:40
que nesta no início da abordagem segundo
7:42
a versão deles eles não sabiam que se
7:45
tratava da m

esma ocorrência
7:46
então por isso que eles chegaram a
7:48
segunda versão deles atirando dessa
7:50
forma o fabril que que era o tiago

o
7:54
condutor do veículo
7:56
o delegado responsável pela investigação
7:59
já pediu a gravação da ligação de rovena
8:02
para a polícia a obtenção do do áudio do
8:05
copom da comunicação da esposa da vítima
8:08
com policiais militares é importante
8:11
para esclarecer se houve uma falha de
8:14
comunicação entre a origem da informação
8:

16
que seria esposa da vítima e os
8:18
policiais militares nas viaturas na rua
8:21
mas você tem o secretário de segurança
8:23
pública de goiás lembrou

que os pms não
8:26
são orientados a atirar em um veículo
8:28
suspeito e condenou a atitude dos
8:31
policiais
8:33
aquela atitude é escandaloso do ponto de
8:36
vista moral e do ponto de vista também
8:40
técnico foi uma ação tecnicamente muito
8:44
incorreta de abordagem
8:46
apesar dos policiais estudarem os pops
8:48
os proce

dimentos operacionais padrão
8:51
como estudo obrigatório na academia
8:54
realmente isso não foi conseguido a
8:57
justificativa dos pms foi que eles
8:59
agiram em

legítima defesa
9:03
o assaltante estava armado mas a
9:06
investigação ainda não encontrou
9:08
indícios de que ele atirou contra os
9:11
policiais
9:13
foi requisitado exame também é na
9:15
pistola que foi apreendida supostamente
9:18
com o menor infrator inclusive com a
9:21
aquisição de tentativa de obtenção da
9:

25
numeração de série dessa arma
9:28
segundo o ministério público depois que
9:30
o flagrante foi divulgado o policial que
9:33
fez os disparos dentro do carro mudou a
9:35
versão

e confirmou que não houve troca
9:38
de tiros
9:41
a versão do policial militar que fez
9:44
disparos aqui quem fala é descontrolado
9:49
pela situação que eles perceberam que
9:51
alvejaram a vítima tiago na vítima do
9:54
roubo é então que estava equilibrado
9:58
dança
9:59
a corregedoria da polícia milit

ar pediu
10:02
a prisão de quatro dos envolvidos
10:06
por enquanto apenas dois estão presos
10:09
por ordem da justiça civil os outros
10:12
dois foram suspensos da corporação
10:15
o

ministério público considera um crime
10:19
homicídio qualificado e quer que os pms
10:22
sejam submetidos a júri popular
10:25
o comandante geral da polícia militar de
10:28
goiás coronel divino alves se encontrou
10:30
com a família de tiago e pediu desculpas
10:38
turra a polícia também ofere

ceu o
10:42
acompanhamento psicológico para a mulher
10:44
de thiago e os três filhos nesta semana
10:48
devem passar por uma consulta aqui no
10:50
hospital da polícia militar
10:52
eles esperam agora

conseguir uma ajuda
10:54
financeira do estado porque o auxiliar
10:57
de produção era o único responsável pelo
11:00
sustento da família
11:02
eu liguei para a polícia para a polícia
11:04
me ajudará a recuperar ele não para
11:07
matar e
11:09
o pai de thiago também tenta entender

o
11:12
que aconteceu da maneira que ele estava
11:16
todo feliz da vida né
11:18
cheia de planos e projetos e isso venha
11:23
acontecer justamente dessa forma não é
11:26
tão brutal brusca a gente fica

se
11:30
perguntando hoje será se não tiver
11:32
chamado à polícia no fim estava vivo






Viúva de refém morto durante abordagem em Goiás questiona atitude dos policiais



Segundo o Ministério Público, depois que o flagrante foi divulgado, o policial que fez os disparos dentro do carro mudou a versão e confirmou que não houve troca de tiros. A Corregedoria da Polícia Militar pediu a prisão de quatro dos envolvidos; por enquanto, apenas dois estão presos por ordem da Justiça Civil e os outros dois foram suspensos da corporação.
MOSTRAR MAIS



titude dos policiais

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem