Valdemar sobre Moraes julgar vândalos: ‘Justiça ou vingança?’

Presidente do PL lança questionamentos sobre atuação do ministro Alexandre de Moraes

Presidente nacional do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto. (Foto: Acervo Pessoal).

O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, se manifestou sobre os atos de vandalismo ocorridos em 8 de janeiro de 2023. Valdemar condenou a invasão aos prédios dos três poderes, mas levantou questionamentos sobre a isenção do ministro Alexandre de Moraes, relator do processo no Supremo Tribunal Federal sobre a quebradeira.

O político afirma que o ministro “ao revelar que queriam prejudicá-lo, deixou de ser juiz e passou a ser uma parte envolvida no processo”. Com a afirmação, Valdemar defende o impedimento de Moraes.

Ele mesmo se colocou como vítima. Então, como uma vítima pode assumir um papel de juiz e julgar alguém? Dessa forma, fica claro que todos esses julgamentos devem ser anulados”, avalia.

Valdemar ainda questiona se a intenção de Moraes seria se proteger ou se promover com o julgamento dos presos pelos atos de vandalismo.

“Dar uma pena de 17 anos para um manifestante é justiça ou vingança?”, questiona o presidente do PL

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem