Presos após 8/1, ex-comandantes da PMDF entram para reserva remunerada

 MetropólesÚLTIMAS NOTÍCIAS

Presos após 8/1, ex-comandantes da PMDF entram para reserva remunerada

Transferência de Fábio Vieira e Klepter Rosa, presos pós-8/1, para reserva remunerada foi publicada no DODF desta quarta-feira (31/1)

 atualizado 

Compartilhar notícia

Hugo Barreto/Metrópoles
Depoimento de Fábio Augusto Vieira, ex-comandante da PMDF na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do 8 de Janeiro - Metrópoles

Presos por omissão no combate aos ataques do 8 de Janeiro de 2023, desde 18 de agosto do mesmo ano, Fábio Augusto Vieira e Klepter Rosa Gonçalves, ex-comandantes da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), foram transferidos para a reserva remunerada da corporação. A determinação foi publicada na edição desta quarta-feira (31/1) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

Além dos dois detidos, o coronel Reginaldo de Souza Leitão, que era chefe do Centro de Inteligência da PMDF na data, também recebeu a transferência. Segundo consta no documento, os policiais requereram passagem para a reserva remunerada em razão de terem cumprido o tempo mínimo no cargo estipulado por lei. Com isso, eles deverão ser “aposentados” no mesmo posto ou na mesma graduação, com proventos integrais em comparação ao que já recebiam no cargo.

Segundo a última remuneração do ex-comandante Fábio Augusto lançada no Portal da Transparência do DF, referente a novembro de 2023, o militar recebeu salário líquido de R$ 39.152,59 – valor total após descontos obrigatórios, mas com adicionais “eventuais” de R$ 21.199,96, que podem ser relativos à férias ou 13º, por exemplo. Já em setembro de 2023, o salário total líquido foi de R$ 18.480,63. Em julho, quando teve mais benefícios, Fábio recebeu R$ 23.216,31.

Klepter Rosa Gonçalves, em novembro de 2023, teve salário líquido de R$ 39.955,27. Em setembro, R$ 19.282,73. Em março, R$ 23.249,14.

Metropóles 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem