Para Valdemar, Pacheco não tem comprometimento, ‘falta pulso’

Segue o bate-boca dos caciques políticos

Presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto. (Foto: Agência EBC
Teve tréplica do presidente nacional do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, sobre o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, após bate-boca na rede social X com desdobramentos na imprensa.

Desta vez, Valdemar surgiu alfinetando Pacheco ao dizer que “se o Senado tivesse um presidente comprometido, não iria perder tempo para reclamar de presidente de partido”.

O presidente do PL ainda foi categórico ao relacionar o ‘sequestro das instituições’ no Brasil ao PT. O que se vê no Brasil é o reflexo do sequestro das instituições e uso para fins políticos ao invés de combater o crime organizado, isso é o PT”.

Parece que Valdemar está ‘vencendo’ o jogo da lacração e até se redimindo de elogios feitos ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, que criaram ‘mal estar’ com a ala bolsonarista do PL, na última semana.

“Passei a vida toda defendendo a isonomia dos três Poderes, nunca fui covarde de me calar quando um poder não respeita o outro, isso vale pra todos os lados. Sigo indignado com a falta de pulso para defender a imunidade de um parlamentar”.

Nesta quinta-feira (25), Valdemar começou o duelo com Pacheco, se manifestando na internet e chamando-o de Frouxo em entrevista. O presidente do Senado, por sua vez disse, em outras, palavras que o líder do partido bolsonarista ‘joga para a plateia’, mas nos bastidores ‘passa pano’ para a Suprema Corte quando o assunto é o fim das decisões monocráticas.

Pacheco também acusou Valdemar de não conseguir organizar a base do PL no parlamento.

Diário do Poder 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem