Ciro: Não foi guerra, PT foi catástrofe que causou déficit de R$ 230 bi

Senador que preside o PP atribui rombo histórico do ano passado a programa de gastança do governo de Lula

Senador Ciro Nogueira (PP-PI) critica governo petista.( Foto: Pedro França/Agência Senado).

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) criticou, nesta terça-feira (30), o rombo histórico de R$ 230 bilhões nas contas do governo do Brasil, em 2023. O ex-chefe da Casa Civil de Jair Bolsonaro (PL) comparou os resultados fiscais da gestão do primeiro ano de governo do terceiro mandato do presidente Lula (PT) a momentos de pandemia, guerra ou desastre climático sem precedentes, para alertar que o próprio Partido dos Trabalhadores foi a catástrofe que causou o déficit bilionário.

“Um observador desavisado que compare os resultados fiscais do Brasil em 2022 e 2023 vai imaginar que alguma catástrofe aconteceu nesse país no último ano. Alguma pandemia, guerra, desastre climático sem precedentes… Mas não se trata de nada nessa linha. A catástrofe se chama Partido dos Trabalhadores”, escreveu Ciro, em seu perfil das redes sociais.

Presidente nacional do Progressistas, que governa com Lula no Ministério dos Esportes, Ciro Nogueira atribui o rombo do ano passado ao “programa de gastança” do governo petista. “Voltou com mais força do que nunca, e só passamos pelo primeiro ano”, criticou o senador, ao expor que, em apenas um ano, o Brasil saiu de um resultado positivo de R$ 46 bilhões, no governo de Bolsonaro, para um prejuízo de R$ 230 bilhões, sob Lula.

Diário do Poder 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem