Sergio Moro e “Mestrão”: saiba quem é o assessor citado em rachadinha

Durante sabatina de Dino, mensagem de Mestrão a Moro dizia que “o coro está comendo nas redes” e recomendava ao senador para “ficar frio”

 atualizado 

Compartilhar notícia

Hugo Barreto/Metrópoles
Sérgio Moro acompanha o depoimento de Fábio Augusto Vieira, ex-comandante da PMDF na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do 8 de Janeiro

Sergio Moro vem causando furor desde ontem na direita desde que o fotógrafo Brenno Carvalho captou mensagens na tela do celular do ex-juiz, trocadas com alguém de codinome “Mestrão”, em que era alertado sobre a pressão nas redes sociais e aconselhado a não postar vídeo declarando voto a favor de Flávio Dino. A mensagem dizia que “o coro está comendo nas redes” e recomendava Moro a “ficar frio”.

Desde então, a pergunta que ronda as redes sociais é: quem é o “Mestrão”?

O Mestrão é Rafael Travassos Magalhães, assessor parlamentar de Sergio Moro e citado num inquérito que apura a prática de rachadinha relacionadas ao deputado estadual Ricardo Arruda, do PL paranaense, de quem Moro contratou alguns funcionários.

Conforme contou o repórter João Paulo Saconi, na coluna de Lauro Jardim, em outubro, Magalhães é citado em um relatório do Coaf, que apontou uma série de saques em espécie, com valores repetidos e indícios de fracionamento, sempre datas próximas ao final de cada mês, no período em que trabalhava na Corregedoria da Assembleia Legislativa do Paraná, chefiada por Arruda.

Nesta quarta-feira, o Mestrão enviou mensagem após uma imagem de Moro abraçando Dino durante a sabatina circular nas redes sociais. Escreveu Mestrão a Moro:

Remaining Time 0:26

“Sergio, o coro está comendo aqui nas redes, mas fica frio que jaja (sic) passa, só não pode ter vídeo de você falando que votou a favor, se não isso vai ficar a vida inteira rodando. Estou de plantão aqui, qualquer coisa só acionar.

Em seguida, Moro responde: “Blz. Vou manter meu voto secreto”.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem