Lula protesta por morte de Eloah, aos 5 anos, no Rio: “Muitas vezes é a polícia que atira”


Eloah, de 5 anos, foi morta sábado enquanto brincava em casa, no Rio. "Essa bala não se perdeu, foi atirada para atingir alguém", disse Lula

Lula Moraes bolsonaristas - MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) usou boa parte de sua live semanal, nesta segunda-feira (14/8), para discursar contra armas e violência policial. Sem citar diretamente o nome da vítima, o presidente faz menções à morte da menina Eloah da Silva dos Santos, de 5 anos, baleada enquanto brincava dentro de casa, na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, no último sábado (12/8).

Lula falava sobre a responsabilidade dos políticos de dar segurança e dignidade para as famílias brasileiras. Disse que nenhuma mãe deveria ver uma criança de 5 anos morrer com uma bala perdida. “Que bala perdida é essa?”, questionou o petista. “Alguém atirou para aquele lado. Essa bala não se perdeu, ela foi atirada para atingir alguém e pegou uma criança de 5 anos de idade. Onde que a gente vai parar com esse tipo de comportamento de violência? E, muitas vezes, é a própria polícia que atira”, seguiu Lula.

As causas da morte de Eloah seguem sob investigação, e não se sabe de onde partiu o tiro que atingiu a menina, que é a 15ª criança morta por bala perdida no Rio de Janeiro, nos últimos dois anos, segundo levantamento da ONG Rio de Paz, que contabiliza vítimas de até 14 anos.

Metrópoles 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem