Homem morre em abordagem da Polícia Ambiental

Homem morre em abordagem da Polícia Ambiental

Homem morre em abordagem da Polícia Ambiental





0:00
a polícia ambiental numa fazenda na
0:02
fazenda que ele trabalhava ali perto ali
0:05
do rio pirapó
0:07
se a polícia ambiental recebeu a
0:09
denúncia de uma pessoa armada foi pra lá
0:11
e na abordagem a polícia tirou a
0:15
reportagem direto do local onde o crime
0:17
aconteceu
0:18
marcos alexandre você faísca
0:27

0:29
o crime ocorreu em uma propriedade rural
0:32
a cerca de seis quilômetros do perímetro
0:35
urbano de maringá
0:38
os policiais foram até isso local pois



é
0:41
que existe uma concentração grande de
0:43
animais silvestres entre eles a capivara
0:47
e durante o patrulhamento esses
0:49
policiais avistaram um farol
0:52
logo se posicionaram para uma abordagem
0:56
ainda com base nas informações no local
0:59
o veículo que se aproximava pela estrada
1:02
agora era um trator
1:04
os tênis então se posicionaram
1:08
ainda de acordo com as informações
1:12
esses policiais no momento exato da
1:14
abordagem se identificaram como sendo



a
1:17
polícia
1:18
na versão do policial que está há mais
1:20
de 20 anos a corporação e pediu para que
1:24
o condutor do trator baixasse a arma uma
1:27
espingarda possivelmente calibre 22
1:31
foi aí que segundo ele o mesmo não
1:34
obedeceu e infelizmente tombou morto
1:38
a vítima foi identificada como sendo
1:40
alan fernando camargo idade ignorada
1:44
ele trabalhava como auxiliar de serviços
1:47
gerais há cerca de três anos na fazenda
1:50
os patrões não quisera

m

gravar
1:53
entrevista
1:54
apenas relataram que o alan era
1:56
conhecido da família desde criança e não
1:59
se posicionaram o porque ele estava
2:02
fazendo ali durante a noite onde foi
2:04
morto pelos policiais
2:08
o após a perícia no local o corpo foi
2:12
conduzido para o instituto médico legal
2:14
da cidade de maringá
2:17

2:22
a família do agricultor esteve agora na
2:26
parte da manhã no iml para fazer a
2:28
liberação do corpo
2:29
a fa

mília está inconsolável pelo

que
2:31
aconteceu porque o crime aconteceu
2:33
dentro da propriedade onde trabalha na
2:36
fazenda que ele é funcionário e aí tem
2:39
várias perguntas que precisa de uma
2:40
resposta está a polícia estava com o
2:44
giroflex ligado porque à noite na zona
2:46
rural
2:47
o giroflex uma viatura e uma viatura dá
2:50
pra ver de longe que é uma viatura de
2:52
uma polícia com eco giroflex é diferente
2:55
de qualquer outro carro
2:56
o trator que e

le estava a gente sabe que
2:59
moro na roça que

barulho de trator e um
3:01
barulho alto entendeu uma abordagem
3:05
o polícia gritou é polícia mas com o
3:08
barulho do trator ele ouviu se era
3:10
polícia porque essas informações com os
3:13
policiais montaram na viatura estavam na
3:16
plantação do lago para fazer a abordagem
3:17
no veículo que vi que ele só viu um
3:20
farol
3:21
então são várias perguntas que são
3:23
feitas que agora se aguarda uma resposta
3:26
e aí o rapaz e

le estava com a arma mas
3:29
ele estava fazendo a proteção

porque a
3:30
fazenda
3:31
aquela fazenda onde trabalha já foi
3:33
roubada no passado ele estava ali pra
3:35
corrigir alguma coisa
3:37
a polícia recebeu informação que tinha
3:39
gente caçando na beira do pirapó por
3:42
isso que foram para lá para tentar
3:44
localizar alguns caçadores
3:47
então são investigações que têm que ser
3:49
feitas pela polícia
3:51
e claro com os levantamentos local e
3:53
clara polícia civil

vai investigar
3:55
também o que a gente lamenta o rapaz que
3:58
morreu

é um trabalhador ele estava no
4:01
trator dele que é um instrumento de
4:03
trabalho dele ea abordagem aconteceu mas
4:06
não se sabe por qual motivo os disparos
4:10
o disparo também foi efetuado pela
4:12
polícia a polícia ambiental
4:14
um subtenente falou com a imprensa hoje
4:17
dando as declarações por parte da
4:19
polícia que acabou fazendo abordagem à
4:22
paulo esteve na coletiva
4:24
vamos ouvirá as r

espostas por parte da
4:28
ambiental na manhã desta quarta-feira a
4:32
polícia

ambiental se pronunciou sobre a
4:34
morte de alan fernando camargo de 36
4:37
anos
4:38
o auxiliar de serviços gerais foi morto
4:40
a tiros na noite de terça-feira ao ser
4:43
abordado por policiais na propriedade em
4:46
que ele trabalhava
4:47
a polícia ambiental um patrulhamento de
4:50
rotina às margens do rio pirapó nos
4:53
olhos um cidadão lá uma pessoa é fácil
4:56
de andré à margem do rio p

irapó e
4:57
atitude de caça e ao abordar essa pessoa
5:00
dando voz de abordagem a pessoa

não
5:03
obedeceu estando essa pessoa com uma
5:06
carabina calibre 22 com uma lanterna
5:09
copla da preparada para caça apontou
5:12
essa arma na direção de um dos policiais
5:14
o resultado foi o óbito então do alan
5:16
fernando
5:17
segundo a polícia apesar de ser
5:20
propriedade particular local do
5:22
assassinato é acessado por diversas
5:24
pessoas já que se trata de um carreador


5:27
às margens do rio pirapó um trator
5:29
estava funcionando ele estava achando
5:31
com o trator


5:34
então infelizmente aconteceu
5:37
a área ocupada por animais silvestres já
5:39
havia recebido denúncias de caça e pesca
5:42
irregulares
5:44
a vítima inclusive estaria utilizando no
5:46
pescoço um atrito para atrair esses
5:48
animais mas nessa noite nenhuma prova de
5:52
crime ambiental foi encontrada uma
5:55
sindicância será aberta na polícia a
5:57
investigar a a

ção dos oficiais não é o
6:00
objetivo da polícia nunca foi sairá pra
6:04
um patrulhamento e resultar num

óbito
6:07
não é esse o objetivo isso foi uma
6:09
fatalidade






Homem morre em abordagem da Polícia Ambiental



Segundo informações, o condutor do trator estava com uma espingarda e não obedeceu a ordem de abaixar a arma. O crime aconteceu dentro da fazenda onde a vítima era funcionária. Em coletiva, a Polícia Ambiental afirmou que a vítima estava caçando em lugar proibido.
MOSTRAR MAIS



Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem